Fundos de Investimento

A FAR – Fator Administração de Recursos -, possuem equipes especializadas na gestão de recursos para oferecer aos seus clientes carteira diversificada de Fundos de Investimento

Acesse o catálogo de Fundos de Investimento sob Gestão da FAR.

  • Lâmina de Informações Essenciais: mensalmente, explica, detalhadamente, objetivo, política de investimento, composição da carteira, histórico de rentabilidade e riscos dos fundos de investimentos abertos destinados para investidores não qualificados.
  • Demonstração de Desempenho: apresenta, de forma padronizada, a rentabilidade mensal e dos últimos 5 (cinco) anos, além das despesas. A publicação das Demonstrações de Desempenho dos fundos de investimento abertos, destinados para investidores não qualificados, será anual.
  • Material de Divulgação
  • Formulário de Informaões Complementares
  • Regulamento
  • Termo de Adesão

 

Novas Instruções CVM promovem mudanças nos Fundos de Investimento

Em 1º de outubro de 2015, entraram em vigor as Instruções CVM nº 554 e nº 555, substituindo a Instrução CVM nº 409, vigente há mais de 10 anos.

Conheça as principais mudanças:

  • Divulgação por e-mail dos seguintes documentos: Convocação de Assembleia Geral e Comunicado aos Cotistas;
  • Inclusão no Regulamento dos fundos de investimento das Políticas de Divulgação de Informações, de Distribuição e da Taxa de Custódia;
  • Criação do Formulário de Informações Complementares de cada Fundo, que estará disponível no site da instituição financeira. Em contrapartida, a Instrução prevê o fim do Prospecto.
  • Passará a ser denominado Investidor Qualificado o cotista que tiver, no mínimo, R$ 1 milhão em investimentos, ao invés dos R$ 300 mil previstos na legislação em vigor. Adicionalmente, Investidor Profissional será uma nova categoria que denominará o cotista que tiver, no mínimo, R$ 10 milhões de investimentos. Em ambos os casos, o investidor deverá atestar por escrito sua condição de Investidor Qualificado ou Profissional, mediante termo próprio, de acordo com a Instrução CVM nº 554.
  • Os Fundos de Investimento vão ter classificação mais resumida: Renda Fixa, Ações, Multimercado e Cambial, em substituição às nomenclaturas vigentes;
  • Será criado um Fundo de Investimento de fácil acesso e baixo custo, denominado Simples, cuja funcionalidade ainda será definida;
  • Estabelecimento de novos limites para investimento no exterior, considerando o público alvo de cada Fundo;

Para atendimento dessas alterações e de seus desdobramentos, o Fator, na função de administrador de Fundos, realizará uma série de Assembleias Gerais de Cotistas.

O prazo final para adequação à nova Instrução, para os Fundos de Investimento vigentes, é 30 de junho de 2016.